Escolha uma Página

Mercado Empreendedor tem presença massiva de mulheres

 

Empreender tem se tornado o sonho de boa parte dos brasileiros que almejam trabalhar tocando o seu próprio negócio. Conseguir estar à frente de uma empresa e gerenciar todas as estratégias necessárias para o seu crescimento é um desafio e tanto! E as mulheres estão na linha de frente na briga desse mercado empreendedor, continuamente investindo em suas ideias e fazendo com que essas se tornem a sua principal fonte de ganho. Não é de hoje que as mulheres buscam aproveitar suas habilidades para trazer ganhos e assim aumentar a renda e com o mercado do empreendedorismo não seria diferente.

São grandes os números que as revelam como gestoras e donas do seu próprio negócio, aproximadamente 7 milhões de mulheres abriram um negócio, segundo dados do Sebrae (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). Esse número representa um crescimento de 34% de mulheres no empreendedorismo nos últimos anos. O que confirma o sucesso dessas mulheres ao decidirem empreender um negócio é, justamente, o preparo e proximidade com a área que escolheram trabalhar. A maioria começa apenas buscando uma alternativa para driblar o desemprego ou aumentar a renda familiar, status que é modificado logo depois.

Até porque, com o passar do tempo e o sucesso no empreendimento, elas buscam se especializar ainda mais para agregar às atividades já realizadas. As mulheres também são as mais dedicadas em estudar medidas para o crescimento do seu negócio, são a maioria em palestras e cursos profissionalizantes, o que só confirma o crescimento delas no empreendedorismo.

 

 

O que as diferencia no mercado empreendedor:

 

O número de mulheres no empreendedorismo cresceu e as perguntas em torno do que as diferencia com relação aos homens também! Apesar de enfrentarem as mesmas dificuldades como empreendedores iniciantes, além dos diversos altos e baixos no mercado competitivo, ainda existem alguns fatores que contribuem para o aumento da presença feminina. Dentre eles, está o fato de que a maioria das mulheres buscam uma atividade que normalmente tenham afinidade.

Muitas já realizavam de maneira informal, entre amigos e vizinhos, como meio de conseguirem uma renda extra para o orçamento familiar. Porém, após situações de desemprego ou até mesmo pelo sucesso do serviço prestado, a demanda aumentou, precisando dedicar mais tempo, espaço e profissionalizar o que já realizavam. O fato de gostarem do que fazem é o fator principal que impulsiona a sua permanência no mercado. Afinal, é muito melhor empreender em algo que lhe traga estímulo! E as mulheres tem seguido isso a risca.

Outro fator que influencia na presença massiva das mulheres no empreendedorismo é o fato de se preocuparem em um nível maior com a qualidade do que oferecem. Buscando constantemente a atualização e profissionalismo da atividade que realizam. Costumam ser mais detalhistas com as necessidades comuns de um negócio, como: criação de marca, padronização de cartões de visita, criação de site, uniformes e até mesmo a inserção nas redes sociais como forma de divulgar ainda mais o seu serviço e estarem mais próximas dos seus clientes. Normalmente, as empreendedoras são mais atentas e buscam sempre a melhoria do seu negócio.

As mulheres têm acreditado e trabalhado ainda mais em suas ideias, apostando e se arriscando no mercado empreendedor. Situações como essas só tendem a contribuir para que um número cada vez maior de mulheres passe a também ingressar no mercado como gestoras do seu próprio negócio. Inspirada por história de outras mulheres que conquistaram o seu espaço através do empreendedorismo. O que contribui diretamente para que a independência financeira seja uma realidade mais presente na vida de muitas mulheres, que há tantas décadas tem lutado por espaço em todas as esferas da sociedade.